ESPN BRASIL: saída de jornalista sacramenta decaída da emissora

Mauro Cezar Pereira cobrou colega por posicionamento, em sua despedida do Linha de Passe. Ao lado do apresentador do programa da ESPN Brasil, Paulo Andrade, o comentarista questionou Vitor Birner por dizer-se receoso com os detratores nas redes sociais. O medo dos famosos haters fez o jornalista assumir que preferia não citar nomes de jogadores do São Paulo que a torcida adora, mesmo que, em sua visão, eles atuassem mal com frequência pelo clube. Quando tentou fugir de uma possível repercussão negativa na internet, foi cobrado pelos dois colegas, que consideraram inadmissível tal omissão.

“Faz parte do nosso trabalho”, bradou Mauro, consternado com o medo do comentarista em desenvolver seu raciocínio sem amarras. No formato de mesa redonda, o Linha de Passe se baseia na opinião dos seus participantes. Foi com essa perspectiva que o comentarista e o apresentador do programa afirmaram que Vitor Birner precisava expor os seus pensamentos sem autocensura, sem receio de possíveis reclamações dos torcedores nas redes sociais.

O que o público não sabia é que o dia 30 de dezembro de 2020 marcaria a sua última participação na emissora. A saída Mauro Cezar Pereira da ESPN Brasil aconteceu em virtude do não acerto contratual entre as partes, uma vez que o canal, de propriedade da Disney, queria exclusividade do jornalista, que trabalha também em outros veículos, além do seu próprio canal no YouTube. A despedida, no entanto, não poderia ser mais a feição de Mauro, reconhecido por ser direto e sério, sempre prezando pela informação checada e pela opinião sincera.

Leia o texto na íntegra no site do Observatório da Imprensa.

midi

MíDI - Grupo de Pesquisa em Mídias Digitais e Internet